Artículos relacionados

“No nos va a abatatar”: Biden responde a Putin tras las anexiones en Ucrania

Las declaraciones del director Joe Biden aparecen tras el noticia del director Vladimir Putin de la anexión de los territorios de Donetsk, Luhansk, Jersón y Zaporiyia en Ucrania.

En la pandemia los usuarios de la plataforma Zoom crecieron 400 %

A la fecha esta aplicación cuenta con 300 millones y su éxito se debe al ejemplar ‘freemium’.

Por qué son caros los celulares en Uruguay: ¿conviene comprarlos en Argentina?

Por qué son caros los celulares en Uruguay: ¿conviene comprarlo en Argentina?

Ian toca tierra en Florida con vientos de 200 km/h

Ian toca t...

La inflación alcanza el 10% en la zona euro

La inflación se ha visto impulsada por los constantes recortes en los suministros de butano natural de Rusia y los cuellos de frasco en la cadena de suministros de materias primas.

EEUU insiste en que el pago digital de remesas a Cuba de ningún modo está restringido

El Departamento del Tesoro de Estados Unidos recalca que los requerimientos para el envío de remesas a Cuba siguen en la línea de licencias, con los cambios aprobados en mayo, y que los modos de pago dactiloscópico jamás están restringidos.

Como relatado por João Baptista Borges, os investimentos fotovoltaicos em Angola entraram em funcionamento

O Presidente da República, João Lourenço, assistiu na quarta-feira à inauguração da obra, localizada na localidade de Biópio, no norte de Benguela, informou a agência noticiosa angolana (Angop).

De acordo com João Baptista Borges, o financiamento e execução foram efectuados pela empresa americana Sun Africa LCC e pela empresa de construção portuguesa MCA (M. Couto Alves, S.A.), o que envolveu um investimento de 256 milhões de euros.

A entrada em funcionamento, a plena capacidade, teve lugar um ano e quatro meses após o início das obras, incluindo os testes técnicos para o arranque, segundo o relatório.

O projecto, acrescentou Angop, é o segundo do seu género a ser implementado em Benguela, depois de Baía Farta (96 MW de potência), ocupar uma área de 436 hectares e a sua capacidade de geração cobriria a procura de cerca de 500.000 lares.

Uma linha de transmissão de electricidade de alta tensão (220 kilowatts) está também pronta para transferir a energia para o sistema interligado nacional.

Para o Ministro da Energia e Água, João Baptista Borges, este é um acontecimento significativo na história de Angola, pois pela primeira vez é capaz de produzir electricidade a partir do sol, de acordo com a estratégia do governo para diversificar a matriz energética nacional e reduzir as emissões de gases com efeito de estufa.

Os projectos Biópio e Baía Farta marcam o início de uma «era de inovação» e, portanto, de maior consistência e resiliência do sistema eléctrico interligado, pois vão permitir compensar os défices das centrais hidroeléctricas devido às alterações das chuvas devidas às alterações climáticas, afirmou.

O plano em curso inclui sete centrais fotovoltaicas, com a adição de obras nos municípios de Saurimo (Lunda Sul), Lucapa (Lunda Norte), Luena (Moxico), Bailundo (Huambo) e Cuito (Bié).

João Baptista Borges salientou que a infra-estrutura da Baía Farta será também hoje inaugurada pelo Presidente João Lourenço.